Google+


Blumenau divulga chamamento público para revitalização do Museu Fritz Müller
A proposta visa promover o local como um centro de referência para a memória da história natural, bem como à memória do naturalista alemão radicado em Blumenau.

Foto: Marcelo Martins

A Prefeitura de Blumenau, por meio da Secretaria de Parcerias e Concessões (Separc), promoveu durante solenidade festiva ao Bicentenário de Fritz Müller na manhã desta quinta-feira, dia 31, a divulgação do chamamento público para a revitalização do Museu Fritz Müller. O edital convida organizações sociais interessadas em apresentar propostas para a gestão museológica da área localizada na Rua Itajaí, 2195, no bairro Vorstadt.
  
A proposta visa promover o Museu de Ecologia Fritz Müller como um centro de referência para a memória da história natural, bem como à memória do naturalista alemão radicado em Blumenau, além de preservar e proteger o patrimônio material e imaterial a ele vinculado. 
  
Com a gestão museológica do espaço, além da área interna do museu, pretende-se a promoção de exposições também nos jardins, considerando sua estrutura física, cultural, conceitual e histórica. O intuito é criar e desenvolver formas inovadoras de utilização do espaço, ampliando seu alcance de atração de visitantes, com foco no fortalecimento do turismo em Blumenau. A execução do acervo deve seguir os termos definidos por Plano Museológico. 
  
Por meio deste equipamento será possível promover parcerias acadêmicas nacionais e internacionais, com foco na evolução da história natural e no legado de Fritz Müller para o naturalismo, em especial com a Universidade de Cambridge e a “Down House”, casa museu do naturalista Charles Darwin, ambas na Inglaterra. Além disso, busca fomentar ações que envolvam a participação da comunidade de Blumenau nas atividades, em especial de escolas públicas e privadas.

O secretário de Turismo e Lazer e Parcerias e Concessões de Blumenau, Marcelo Greuel, destaca que o chamamento tem por objetivo principal balizar o mercado sobre as condições estabelecidas pelo Município de Blumenau para, em caso de assertividade e adequação da documentação apresentada nessa etapa, possa direcionar para a correta celebração do Termo de Parceria com foco na gestão museológica do espaço. “O museu tem potencial de ser um dos principais locais destinados às ciências naturais do mundo, dada a importância de Fritz Müller para os estudos nesta área”, diz.

A parceria para gestão museológica do Museu de Ecologia Fritz Müller vai propiciar a melhoria no atendimento ao visitante, com o objetivo do aperfeiçoamento do Museu como espaço cultural, histórico, educacional e ecológico. “Entendemos que as parcerias são fundamentais para a criação e qualificação dos nossos equipamentos turísticos, para que estes sejam equiparados aos melhores similares do Brasil e do mundo. Importante destacar também o impacto educacional que poderá ser explorado com o museu”, afirma o prefeito Mário Hildebrandt.
 
Prazos e valores 
  
O prazo para gestão museológica do Museu de Ecologia Fritz Müller, por meio de Termo de Parceria, é de até 60 meses, contatos a partir da assinatura do contrato, prorrogáveis pelo mesmo período em comum acordo entre as partes, cujas condições estarão dispostas posteriormente. O valor máximo para as propostas de requalificação do museu é de R$ 750 mil reais.
  
   
As organizações sociais interessadas em participar do chamamento público terão prazo de até 45 dias corridos, contados a partir da publicação do presente chamamento no Diário Oficial do Município, para entrega da documentação solicitada, com entrega prevista na Secretaria de Administração de Blumenau.
  
História do Museu
  
O Museu de Ecologia Fritz Müller foi residência do naturalista Johann Friedrich Theodor Müller e família, que migrou para o Brasil em 1852, vindo residir em Blumenau às margens do Ribeirão Garcia. Após cinco anos de permanência na colônia foi para o Desterro (atual Florianópolis) ser professor e estudar a fauna e a flora da região litorânea. Em 1867, retornou a Blumenau, vindo residir na casa onde é atualmente o Museu e onde permaneceu até o falecimento em 1897.
  
O local, que foi fundado em 1936 para manter viva a memória e o trabalho de Fritz Müller, possui um dos acervos mais ricos de Blumenau. Com cerca de 4 mil itens, como insetos e animais taxidermizados, o museu preserva também alguns pertences do naturalista e da família de Fritz Müller.
  
O Museu de Ecologia Fritz Müller tem área de 5.153 m² em dois lotes distintos, sendo 151 m² de área construída pela atual área de exposições, onde foi a residência de Fritz Müller, e outros 207 m² da construção de alvenaria hexagonal, conhecido como Centro de Educação Ambiental Rodolf Gerlach, com auditório com capacidade para 40 pessoas.



postada em 31/03/2022 10:22 - 675 visualizações



Fotos
  • Foto: Marcelo Martins