Google+


Blumenau será pioneira em projeto nacional de remo adaptado
Município foi escolhido pela Confederação Brasileira para implantar projeto piloto.

Na próxima segunda-feira, dia 2 de julho, a Prefeitura de Blumenau realizará o lançamento de uma nova modalidade no Programa Paradesporto: o remo adaptado. A solenidade ocorrerá às 9h30, na sede do Clube Náutico América, localizado na Rua 15 de Novembro, 74, no Centro. O projeto será realizado por meio da Secretaria de Educação (Semed) e da Fundação Municipal de Desportos (FMD), em parceria com a Confederação Brasileira de Remo, Clube Náutico América e Associação do Paradesporto de Blumenau (Apesblu).

Blumenau foi a cidade escolhida pela confederação para ser o piloto de um projeto de formação paralímpica a longo prazo, denominado “Clube Formador Paralímpico”. “Fiz uma pesquisa nos polos de remo que temos em todo o Brasil e achei várias iniciativas em que Blumenau era destaque no paradesporto, vi também o engajamento do poder público e a identificação que a cidade tem com o Clube Náutico, então entendi que esse seria o local certo para começarmos”, explica o coordenador da iniciativa e técnico da Seleção Brasileira de Remo, Fernando Carvalho Neto. A intenção, de acordo com ele, é que até o final do ano, a proposta possa ser replicada em outras regiões do país.

Por meio da parceria, a confederação forneceu equipamentos para os treinos, como o barco completo, e dará o suporte de acompanhamento técnico dos professores, que serão mantidos pela Semed, entre eles o técnico e atleta Roque Zimmermann. Ainda segundo Fernando, atletas com potencial participarão de eventos mundiais, custeados pela entidade, além de campings de treinamento com a Seleção Brasileira paralímpica para avaliações técnicas sem custo para o município. “O objetivo maior é oportunizar a participação desses talentos no esporte do remo e, com isso, formarmos seres humanos com autoestima elevada e com sonhos para o futuro”, afirmou o técnico.

As inscrições poderão ser feitas diretamente com o professor responsável pela modalidade, no próprio clube. Há vagas tanto para pessoas com deficiência em idade escolar, como para adultos. As aulas ocorrerão todos os dias à tarde, das 13h30 às 17h30.

“Essa é a realização de um sonho para todos nós. Já havíamos tentado implantar o remo, mas como o investimento era muito alto, tivemos que desistir. Essa parceria com a confederação nos possibilita agora realizar esse projeto, além de significar o reconhecimento do nosso trabalho a nível nacional”, concluiu a diretora do Paradesporto de Blumenau, Giselle Margot Chirolli.

 

Assessora de comunicação: Aline Franzoi Santos Fleith



postada em 28/06/2018 11:53 - 284 visualizações