Google+


Prefeitura apresenta análise inicial do Diagnóstico Social da População Idosa de Blumenau
O Workshop sobre o Diagnóstico será nesta segunda-feira, dia 2, na Furb

A Prefeitura de Blumenau, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social (Semudes) e do Conselho Municipal do Idoso (CMI), realiza nesta segunda-feira, dia 2 de outubro, um Workshop sobre o Diagnóstico Social da População Idosa do município. O evento ocorre a partir das 13h30 no Auditório do Bloco J da Universidade Regional de Blumenau (Furb), localizado na Rua Antônio da Veiga, 140, bairro Itoupava Seca.

O workshop tem o objetivo de socializar a análise inicial do diagnóstico. Será apresentada a pesquisa em desenvolvimento com indicadores que fazem referência aos direitos previstos no Estatuto do Idoso, bem como a metodologia científica com base nos mapeamentos geográficos e institucionais.

O evento é voltado para as pessoas idosas, gestores e profissionais da rede de serviços que prestam atendimento às pessoas idosas em Blumenau, Conselheiros do CMI e Instituições de Longa Permanência para Idosos. As inscrições podem ser feitas pelo site.

Esse diagnóstico irá identificar o perfil da pessoa idosa que reside em Blumenau e teve um investimento de aproximadamente R$ 290 mil por meio do Fundo Municipal do Idoso (FMI) para a contratação da pesquisa técnica científica que será executada pela Universidade Regional de Blumenau (Furb).

A equipe está coletando dados referentes aos direitos fundamentais previstos no Estatuto do Idoso: Vida e Saúde; Liberdade, Respeito e Dignidade; Alimentação; Educação, Cultura, Esporte e Lazer; Trabalho e Profissionalização; Previdência Social, Assistência Social, Habitação e Transporte. E também dados sobre o Perfil Socioeconômico, para identificar as desigualdades sociais entre as diferentes regiões do Município.

Com o perfil da pessoa idosa em Blumenau, será possível identificar demandas do município com esta população e propor ações que atendam às necessidades apresentadas. A pesquisa tem um caráter técnico e científico que irá subsidiar as discussões do CMI, órgãos governamentais, organizações não governamentais, instâncias judiciais e demais atores da rede de atendimento para a formulação e aprimoramento dos serviços e políticas públicas voltadas para a população idosa.

 

Assessora de Comunicação: Anna Clara Uliano



postada em 29/09/2023 11:52 - 1130 visualizações



Fotos