Google+


CineArte exibe clássico da 1ª Guerra Mundial
Baseado em fatos reais, drama produzido em 1937 conta a história de dois soldados franceses capturados pelas tropas alemãs.

O CineArte de segunda-feira, dia 1º de agosto, apresenta o filme francês “La Grande Illusion” (A Grande Ilusão). Produzido em 1937, o drama de guerra é baseado em fatos reais com a direção de Jean Renoir e roteiro dele e Charles Spaak. Trata-se de um dos maiores clássicos do cinema, citado com frequência em enciclopédias cinematográficas. A sessão começa às 19h30, no Auditório Carlos Jardim (Rua XV de Novembro, 161, Centro Histórico). A entrada é gratuita e a classificação etária é de 16 anos.

O filme conta a história de dois soldados franceses capturados pelas tropas alemãs na 1ª Guerra Mundial. O Capitão Boeldieu (Pierre Fresnay), antes um aristocrata, e o Tenente Marechal (Jean Gabin), que era um simples mecânico quando ainda civíl. Eles conhecem outros prisioneiros de diversas origens e fazem amizade com um companheiro chamado Rosenthal (Marcel Dalio). Após tentarem fugir por diversas vezes, eles são separados do novo amigo e enviados para uma fortaleza. É lá que Boeldieu faz amizade com um oficial alemão chamado Van Rauffenstein (Erich von Stroheim), também de origem aristocrática.

 

Saiba mais

Filme: “La Grande Illusion” (A Grande Ilusão)

Quando: segunda-feira, dia 1º de agosto, às 19h30

Local: Auditório Carlos Jardim (Rua XV de Novembro, 161, Centro Histórico)

Direção: Jean Renoir

Roteiro: Jean Renoir e Charles Spaak

Ano: 1937

Classificação etária: 16 anos

Entrada gratuita

 

Curiosidades

Sorte infeliz: A garotinha que interpretou Lotte não pode se ver em tela. Ela morreu de gripe algumas semanas após o lançamento do filme.

Cineasta perseguido: O ministro de Propaganda da Alemanha Joseph Goebbels queria que as cópias de A Grande Ilusão fossem as primeiras coisas apreendidas pelas tropas alemãs quando eles ocupassem a França. Ele se referia a Renoir como o "inimigo cineasta número um".

Veterano de guerra: O uniforme usado por Jean Gabin pertencia ao diretor Jean Renoir, que serviu à força aérea durante a 1ª Guerra Mundial.

 

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello



postada em 27/07/2022 16:41 - 495 visualizações



Fotos