Google+


Adote uma Praça

No ano de 2017, por iniciativa da Secretaria de Conservação e Manutenção Urbana (Seurb), foi criado no município de Blumenau o Programa Adote Uma Praça. O programa consiste na parceria público privada, por meio da adoção de espaços públicos para recuperação e manutenção de praças, canteiros, rotatórias, logradouros, largos e terrenos públicos na cidade. 

O programa é regulamentado pela Lei Municipal nº 8.41517 e o decreto nº 10.406/17, que tem como enfoque principal facilitar e desburocratizar o processo das adoções. Atualmente, Blumenau possui 80 espaços públicos constituídos, sendo que mais da metade destes já foram adotados por alguma empresa ou instituição.

Muitas vezes, faltam recursos públicos para serem destinados a estes espaços, que acabam ficando obsoletos. E com o programa, empresas e cidadãos interessados podem ajudar neste cuidado e preservação do patrimônio público, se tornando de forma voluntária, responsável pelos serviços de manutenção, melhorias urbanas e ambientais, contribuindo para o bem coletivo de toda sociedade, fomentando a cidadania e o zelo pelo meio ambiente. 

Estão habilitados para realizar a adoção qualquer pessoa física ou jurídica, empresa, entidade ou instituição, através de um Termo de Cooperação o qual prevê todos os deveres e obrigações do adotante, bem como do município. 

Formas de participação
A pessoa física ou jurídica, empresa, entidade ou instituição que desejarem participar do processo de adoção deverão entrar em contato com a Secretaria de Conservação e Manutenção Urbana pelo telefone: (47) 3381.-6156 ou 3381.6155, com Jane ou Marlon. 

Benefícios para adotantes
Configura-se como benefício direto do adotante usar imagens do local e divulgar a adoção no seu material institucional e promocional, além da utilização de publicidade no espaço público adotado, através de uma placa com dimensões conforme decreto estipula. E ainda, a valorização da marca, a participação em um projeto socioambiental, a contribuição na construção de uma cidade melhor e o reconhecimento público da comunidade local.