Google+


Setembro tem programação de prevenção ao suicídio em Blumenau
Abertura foi hoje e programação segue ao longo do mês com palestras sobre o tema.

Em setembro a cor amarela é usada na saúde como forma de chamar a atenção da sociedade para a prevenção ao suicídio. Em Blumenau, o início das atividades desse mês de alerta foi na manhã desta terça-feira, dia 3, no Salão Nobre da Prefeitura, com a Palestra Conversando sobre Saúde Mental e Prevenção ao Suicídio. Durante a cerimônia, os corais Vozes do AD e Cantos e Encantos, dos Centros de Atenção Psicossocial II e AD, também fizeram apresentações musicais.

O setembro amarelo é uma campanha mundial, que durante todo o mês incentiva a promoção de ações de conscientização sobre a prevenção ao suicídio. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estabelece diversas estratégias de prevenção, entre elas a redução do estigma e conscientização do público, assim como o estímulo e a capacitação de profissionais da saúde, educadores e forças de segurança em torno do tema, sempre com o objetivo de alertar a população a respeito da realidade do suicídio e suas formas de prevenção. O 10 de setembro é marcado como o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio.

Assim, ao longo do mês serão promovidas em Blumenau palestras voltadas aos profissionais de saúde das mais diversas áreas, que atuam nos serviços de saúde, para que possam ter um olhar mais atento para pacientes que venham a apresentar transtornos psíquicos.

Diante das estatísticas crescentes de casos, aumenta também a necessidade do envolvimento dos setores públicos, privados, entidades governamentais e não governamentais, e dos diversos setores da sociedade, no debate deste assunto, afim de estabelecer ações, metas e serviços de atenção às pessoas em sofrimento psíquico bem como o fortalecimento das ações de saúde mental, em conformidade com a Lei Municipal 8.372/2017.

A Secretaria Municipal de Promoção da Saúde de Blumenau vem buscando incorporar a prevenção como componente central de seus serviços de saúde, principalmente nas três unidades dos Centros de Atenção Psicossocial, os CAPS e no Serviço de Atenção em Saúde Mental (SAS), que podem ser acessados por meio de encaminhamentos realizados por médicos das unidades de atenção básicas, as Estratégias de Saúde da Família (ESF) ou Ambulatórios Gerais (AGs). Atualmente mais de 1.600 pacientes são atendidos nos Caps do município.

Números e associações
Suicídio ou a tentativa de suicídio é o ato de atentar contra sua própria vida, ou seja, lesões autoprovocadas motivadas por um sofrimento psíquico intenso.

Segundo a OMS, as causas estão associadas às desordens mentais, como depressão, abuso de álcool, uso e abuso de substâncias psicoativas, dentre outros agravantes socioculturais, econômicas, violências, comorbidades clínicas, entre outras.

Estatísticas mundiais mostram que a maioria das pessoas que cometem suicídio no mundo tem mais de 50 anos, sendo mais frequente em homens. Em Blumenau os números de 2014 também apontam não apenas para um crescente registro de casos, bem como para a incidência maior entre os homens. No ano passado 44 pessoas se suicidaram em Blumenau, mais de 70% delas do sexo masculino.

Confira a programação completa:

 

Assessora de Comunicação: Marília Prado



postada em 03/09/2019 10:37 - 439 visualizações



Fotos
  • Foto: Eraldo Schnaider
  • Foto: Eraldo Schnaider
  • Foto: Eraldo Schnaider
  • Foto: Eraldo Schnaider
  • Foto: Eraldo Schnaider
  • Foto: Eraldo Schnaider