Google+


Saiba como doar para o Banco de Leite Humano de Blumenau
Para se tornar uma doadora, a mulher deve entrar em contato por telefone ou WhatsApp, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h

Foto: Michele Lamin

Mais de 1,5 mil atendimentos e 425 bebês recém-nascidos beneficiados nos primeiros cinco meses de 2024. Estes são alguns dos números do Banco de Leite Humano (BLH) de Blumenau, que fica no Centro de Saúde Rosânia Machado Pereira, na Rua 2 de Setembro, 1.212, Itoupava Norte, em frente à Policlínica.  Esse montante pode ser melhorado com a ajuda de várias mães do município e da região. Para se tornar uma doadora, a mulher deve entrar em contato com o Banco de Leite Humano (BLH) por telefone ou por WhatsApp no (47) 3381-7570, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h.  Após o cadastro, a equipe do Banco de Leite agenda uma visita na casa da doadora para passar as instruções sobre o processo de extração.

Cristiana Menezes, coordenadora do espaço, diz que o leite materno doado contribui com a saúde e o desenvolvimento, sobretudo dos bebês prematuros. “Além disso, a produção de leite humano obedece à lei da demanda, ou seja, quanto mais leite é retirado (para doação ou sugado pelo bebê), mais é produzido”, comenta.

Critérios para doação
A Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano (RedeBLH) preconiza que a mãe e o bebê devem ser saudáveis e não terem problemas com a amamentação. Apresentar excesso de leite e estar disposta a extrair e doar o excedente, também são critérios avaliados. A candidata a doadora não pode ser fumante e usuária de álcool ou drogas ilícitas, ou, ainda, medicamentos incompatíveis com a amamentação; e deve apresentar os exames pré e pós-natal, compatíveis com a doação de leite humano.

“Toda mulher saudável, que esteja amamentando, e que se enquadre nos critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde pode doar. O leite materno doado passa pelo controle de qualidade antes de ser disponibilizado para os hospitais Santo Antônio e Santa Catarina, aqui de Blumenau, e o Azambuja, de Brusque”, comenta Cristiana.

Atendimento integrado
Há mais de 25 anos, o serviço prestado pelo BLH vai além da doação de leite. A estrutura conta com enfermeiras, técnicas de enfermagem, médicas-pediatras, psicólogas, odontopediatras, farmacêuticas bioquímicas e agentes administrativos, oferecendo atendimento integrado, justamente no período em que as mães estão com muitas dúvidas em relação aos cuidados com a criança.

A unidade oferece, também, formação em aleitamento materno para profissionais da saúde e palestras em empresas privadas, unidades da rede pública e creches.

 

Assessora de comunicação: Elaine Malheiros



postada em 22/05/2024 15:14 - 267 visualizações



Fotos
  • Foto: Michele Lamin