Google+


Primeiras carteirinhas de identificação de epilepsia são emitidas em Blumenau
Entrega simbólica ocorreu no início da tarde dessa quarta-feira, dia 22, na sede da Secretaria de Promoção da Saúde

Agora é oficial. A partir dessa quarta-feira, dia 22, Blumenau, por meio da Secretaria de Promoção da Saúde (Semus), passa a identificar e priorizar o atendimento às pessoas com epilepsia nas repartições públicas municipais, estaduais e federais e nos estabelecimentos comerciais e bancários. Para oficializar a data, as duas primeiras carteirinhas foram emitidas para Adrieli Francisco Bueno e Shirlei Duarte da Silva. Ambas são engajadas na campanha que tem o objetivo de informar e mobilizar a população sobre os cuidados referentes à epilepsia, doença que altera a atividade das células nervosas do cérebro, causando perda da consciência e convulsões. 

A secretária de Promoção da Saúde, Jaqueline Mocelin, diz que em 24 horas, desde o anúncio da emissão da carteirinha, o setor de acolhimento já recebeu mais de 60 pedidos para confecção da identificação. “Nós temos, em Blumenau, quase 1 mil pessoas com diagnóstico de epilepsia somente na rede pública e essa identificação vai auxiliar muitos moradores do nosso município.”

Histórias por trás das carteirinhas
Adrieli tem 39 anos e diz que convive há três décadas com a doença crônica neurológica. “Fui diagnosticada por meio de um tombo que eu tive na escola e passei a apresentar episódios de convulsão. Depois de muitos exames, eu consegui obter o diagnóstico de epilepsia refratária. Com o diagnóstico correto e com o tratamento, hoje eu sou feliz, porque eu consigo ter uma vida tranquila, dentro da normalidade. Sou pedagoga formada e atuo na educação especial. Precisamos divulgar cada vez mais o assunto, e agora, com a emissão da carteirinha de atendimento prioritário por parte da Secretaria de Promoção da Saúde, nós vamos conseguir mapear as pessoas que têm epilepsia em Blumenau para poder ajudar, seja fazendo uma rede de apoio, ou disponibilizando a identificação.”
 
A Shirley teve a primeira convulsão com 16 anos. “Meu período de escola foi bem complicado, por causa dos lapsos de memória que eu tinha. Depois da minha primeira convulsão, eu fui ao médico e acabei diagnosticada com epilepsia refratária. A partir do momento que você é diagnosticado, você entra em desespero, por isso nós precisamos de apoio, seja familiar ou psicológico.”

Como solicitar a carteirinha
Para solicitar a carteirinha de identificação é necessário encaminhar um e-mail para: carteiraepilepsia@blumenau.sc.gov.br ou enviar mensagem pelo WhatsApp, por meio do (47) 3381-6060, com as cópias do RG ou CPF, atestado médico comprovando o diagnóstico de epilepsia (CID G40), comprovante de residência e a indicação de um telefone para contato de emergência (de preferência com WhatsApp). Vale lembrar que o número de Whats aceita somente mensagens de texto e imagens.

Prazo para recebimento
O prazo para a entrega da carteira de identificação é de 20 dias e o solicitante será informado por meio de ligação ou mensagem assim que a carteira estiver pronta para a retirada. As duas fotos 3x4 devem ser entregues no momento da retirada da carteirinha, que tem prazo limite de 90 dias para o recolhimento na Secretaria de Promoção da Saúde, que fica na Rua 2 de Setembro, 2.624, sala 42. O horário de expediente do setor é das 8h às 12h e das 13h30 às 16h.
 
Além da carteira de epilepsia, o setor de acolhimento também faz a emissão da identificação de fibromialgia. Saiba mais.

 

Assessora de comunicação: Elaine Malheiros



postada em 22/05/2024 16:33 - 390 visualizações



Fotos
  • Foto: Banco de imagens/Semus
  • Foto: Banco de imagens/Semus