Google+


Prefeitura de Blumenau promove "Dia D" de combate à dengue em 19 de novembro
Durante todo o sábado, os agentes de saúde estarão em diferentes pontos da cidade, mobilizando a participação da população na realização de iniciativas destinadas ao combate da doença.

Foto: Marcelo Martins
A Prefeitura de Blumenau, por meio da Secretaria de Promoção da Saúde (Semus), realizará o dia "Dia D" de combate à dengue em 19 de novembro, das 7h às 16h. A ação tem o objetivo de intensificar o combate ao mosquito Aedes Aegypti antes da chegada do verão, período com mais volume de chuva no município.
 
Entre as ações do "Dia D" estão a limpeza dos 35 cemitérios de Blumenau e a entrega de material explicativo para a população em pontos estratégicos da cidade, como os terminais urbanos, a Rua 15 de Novembro e o Parque Ramiro Ruediger.
 
Um mutirão de limpeza e conscientização também estará circulando pelos bairros Escola Agrícola e Itoupava Norte de 21 a 25 de novembro. Eleandra Casani, coordenadora do Programa de Combate à Dengue, diz que os locais foram escolhidos por terem a maior concentração de lixo, propícios à proliferação do mosquito. “O período quente e chuvoso facilita a multiplicação do vetor. É muito importante que a população faça a sua parte, lembrando que o ovo do mosquito pode permanecer em ambiente seco por um ano e dois meses. Por isso, a ajuda dos blumenauenses no combate ao Aedes Aegypti é essencial”, declara a coordenadora.
 
O secretário da Semus, Marcelo Lanzarin, ratifica a importância do apoio da população no combate à dengue. “Hoje, os blumenauenses não têm essa percepção em relação à gravidade da doença. A reprodução do mosquito está atrelada ao calor e à umidade, por isso, nós estamos trabalhando, internamente, há mais de dois meses para a chegada do verão, período propício à multiplicação do mosquito. Nós já temos mapeada toda a estrutura de rede, inclusive, tornando as unidades de saúde, centros de hidratação. Além da estrutura física, diariamente, são realizados mutirões com o objetivo de reduzir os focos e conscientizar a comunidade. A nossa preocupação e apelo à população tem o intuito de conter o mosquito transmissor da dengue”, enfatiza Lanzarin.
 
Ações de combate
Os agentes de endemias seguem vistoriando residências, depósitos, terrenos baldios e estabelecimentos comerciais para buscar focos do mosquito. Conforme a demanda, as equipes da Secretaria de Conservação e Manutenção Urbana (Seurb) e do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) são acionadas para recolher materiais e entulhos em locais específicos.
 
“Desde o início do trabalho do município no combate a proliferação do mosquito da dengue, a Secretaria de Conservação e Manutenção Urbana (Seurb) tem atuado intensamente em diversas frentes, como limpeza e roçada em geral, mas principalmente, no recolhimento de lixo e entulho nos ribeirões, córregos e margens”, comenta o secretário Ricardo da Silva. Ele acrescenta que “inclusive, a cada mês, mais de 30 toneladas de lixos são recolhidas no município. Lembrando que, somente na primeira força tarefa executada pela secretaria no primeiro semestre, mais de 200 toneladas de entulhos, já tinham sido removidas.”
 
Em Blumenau, os moradores podem fazer o descarte de eletrodomésticos da linha branca e móveis inservíveis por meio da Central de Resíduos Sólidos do Samae, localizada na Rua Engenheiro Udo Deeke, 430 - fundos do Terminal Aterro. No local, a equipe dá a destinação correta para cada tipo de resíduo. O serviço não tem custo. Mais informações podem ser obtidas diretamente pelo telefone 115.
 
O diretor-presidente do Samae Blumenau, Michael Schneider, diz que a autarquia desenvolve ações e campanhas contínuas sobre o descarte correto dos resíduos.  “O ‘Dia D’ reforça e demonstra o quanto é importante não descartar móveis e eletrodomésticos em locais indevidos. Assim, contribuímos para evitar a proliferação do mosquito da dengue no município."
 
Sinais e sintomas
A primeira manifestação da dengue é a febre alta (39° a 40°C) de início abrupto, que tem duração de dois a sete dias, associada à dor de cabeça, fraqueza, dores no corpo, nas articulações e no fundo dos olhos. Manchas pelo corpo estão presentes em 50% dos casos, podendo atingir face, tronco, braços e pernas. Perda de apetite, náuseas e vômitos também podem estar presentes.
 
Atendimento Ambulatorial
Ambulatórios Gerais da Família (AGF) fazem atendimento ambulatorial nos bairros da cidade: AGF Velha; AGF Escola Agrícola; AGF Garcia; AGF Fortaleza; AGF Itoupava; AGF Badenfurt e AGF Centro funcionam de segunda a sexta-feira, das 7h às 22h. As unidades Estratégia Saúde da Família (ESF) também oferecem atendimento à população. O endereço e horário de atendimento das unidades habilitadas estão no site da Prefeitura. (colocar link)
 
A orientação é que os usuários levem sempre o documento oficial em formato físico para facilitar a logística de atendimento. A distribuição de senhas e o acolhimento dos pacientes são feitos em até uma hora antes do encerramento das atividades, para que os profissionais possam organizar o fluxo e garantir atendimento em tempo hábil.
 
Denúncias
A população também pode denunciar locais com possíveis focos do mosquito entrando em contato com o Programa de Combate à Dengue, por meio do OuvidorSUS, no telefone 156 (opção 4) ou pelo telefone (47) 3381-7770. O atendimento acontece de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h.
 
Como evitar a proliferação do Aedes aegypti:
• Elimine água parada de todos os recipientes;
• Evite usar pratos nos vasos de plantas. Se usá-los, coloque areia até a borda;
• Guarde garrafas com o gargalo virado para baixo;
• Mantenha lixeiras tampadas;
• Deixe os depósitos d’água sempre vedados, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d’água;
• Plantas como bromélias devem ser evitadas, pois acumulam água;
• Trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana;
• Mantenha ralos cobertos com telas de malha filha para evitar que o mosquito tenha acesso ao local;
• Lave recipientes com depósito de água, como potes de comida e água dos animais, com escova ou esponja e detergente, no mínimo uma vez por semana;
• Se for necessário que o recipiente fique com água, como no caso de ralos, utilize hipoclorito;
• Retire a água acumulada em lajes;
• Dê descarga, no mínimo uma vez por semana, em banheiros pouco usados;
• Mantenha fechada a tampa do vaso sanitário;
• Evite acumular entulho, pois ele pode se tornar local de foco do mosquito da dengue.
 
Escolha de data
A data foi instituída pela Lei nº 12.235/2010, que estabeleceu o penúltimo sábado do mês de novembro como Dia Nacional de Combate à Dengue. O objetivo principal é mobilizar iniciativas do poder público e a participação da população para a realização de ações destinadas ao combate da doença, por meio de campanhas educativas e de comunicação social.


postada em 17/11/2022 14:36 - 331 visualizações



Fotos
  • Foto: Marcelo Martins