Google+


Campanha de vacinação da Influenza começa nesta segunda-feira, dia 23
Prioridade são idosos acamados. Após esses, vacina será feita apenas por agendamento

A partir de segunda-feira, dia 23, a Prefeitura de Blumenau, por meio da Secretaria de Promoção da Saúde (Semus), seguirá o cronograma do Ministério da Saúde (MS) e iniciará a 1ª Fase da Campanha Nacional de Imunização contra a Influenza. Por conta da pandemia de coronavírus, até o dia 15 de abril, a vacina será destinada exclusivamente a idosos e trabalhadores de saúde, segundo estabeleceu o próprio Ministério.

A vacinação nas unidades de saúde só deve iniciar na quinta-feira, dia 26. Antes disso, a vacinação inicia com a imunização de idosos em casas asilares, além dos trabalhadores de saúde em seus locais de trabalho. A vacina é contraindicada para pessoas e idosos com doenças febris agudas e história de alergia a ovo e sua aplicação não acarreta sintomas gripais.

Para evitar aglomerações durante a vacinação e diminuir o risco de contágio do Covid-19, a Secretaria de Saúde adotará uma estratégia de descentralização nos Ambulatórios Gerais. Microônibus serão utilizados para a vacinação, mantendo esse público fora das unidades de saúde, sem contato com demais pacientes doentes. As Unidades de Estratégia Saúde da Família (ESFs) que possuem salas de vacina também participam da campanha, com medidas de prevenção e distanciamento.

Outra medida adotada para reduzir o contato social e possível contágio de coronavírus será o agendamento de vacinação para idosos. Ele poderá ser feito pelo site https://pronto.blumenau.sc.gov.br/pronto/agendamentovacinacao.aspx, ou pelo aplicativo Pronto Mobile, mas essa modalidade ainda aguarda a atualização, que enfrenta dificuldades técnicas diante do cenário de pandedmia. Assim que a ferramenta estiver disponível, a população será comunicada.

Qualquer pessoa com o CPF do idoso poderá agendar para ele. O agendamento também será possível ligando nas ESFs com salas de vacina. Ainda como forma de prevenção, a Secretaria de Saúde irá limitar o atendimento para a vacina da Influenza para até 100 pessoas por dia nos AGs e até 50 pessoas por dia nas ESFs, com prioridade para os agendamentos.

Os AGs que receberão os veículos são dos bairros Badenfurt, Velha, Escola Agrícola e Itoupavas. No ambulatório do bairro Centro, a vacinação ocorrerá no Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher(CAISM), no bairro Garcia, a vacina será aplicada na sede da Intendência Municipal e no AG Fortaleza, no Centro Social localizado ao lado da unidade.

Em Blumenau, a estimativa é atender, neste período inicial, a um público de 41 mil pessoas. “Nosso objetivo é  imunizar os profissionais que atuam na área da saúde para dar condições de eles continuarem trabalhando e também nossos idosos, que são o grupo mais vulnerável”, argumenta o secretário de Saúde, Winnetou Krambeck.

Essas medidas poderão ser alteradas  no  decorrer  da  campanha,  conforme  mudanças  no cenário da COVID-19. Todas as informações serão repassadas pelos canais oficiais da Prefeitura de Blumenau.

 

Outros públicos

Para os demais públicos a campanha ocorrerá de 16 de abril até o dia 22 de maio, incluindo aí os idosos que ainda não tiverem se vacinado. Entre as pessoas que poderão receber a dose de imunização contra Influenza na segunda etapa, estão professores de escolas públicas e privadas; profissionais das forças de segurança e salvamento; portadores de doenças crônicas ou outras condições clínicas especiais.

Na terceira etapa, que iniciará dia 9 de maio, serão atendidas crianças de seis meses a menos de seis anos (5 anos, 11 meses e 29 dias); gestantes; puérperas; pessoas com deficiência; adolescentes em medidas socioeducativas; pessoas privadas de liberdade; funcionários de presídios; adultos entre 55 a 59 anos e população indígena.

 

Entenda a doença

De acordo com o Ministério da Saúde, a Influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório, com tendência a se disseminar facilmente. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém-contaminadas por secreções respiratórias, pode levar o agente infeccioso direto à boca, olhos e nariz. A doença costuma ter início súbito de febre, tosse, dor de cabeça, dores musculares e nas articulações, mal-estar, dor de garganta e coriza.



postada em 22/03/2020 22:17 - 6099 visualizações



Fotos