Google+


Mais de 154 mil atendimentos foram feitos pela Semudes durante a pandemia
O trabalho resultou em quase 44 mil benefícios assistenciais para as famílias em vulnerabilidade do município.

Desde o início do isolamento social causado pela pandemia do Coronavírus, no dia 19 de março, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semudes) já prestou mais de 154 mil atendimentos para as famílias em vulnerabilidade social de Blumenau. Além do público já cadastrado que acabou necessitando ainda mais de auxílio, a secretaria passou a atender 2.069 novos usuários. Assim, a média de atendimento mensal passou de 7.684 famílias antes da pandemia, para 9.753 durante o período, representando um aumento de 26,92%.

Os atendimentos neste período resultaram no repasse de 43.974 benefícios da Política de Assistência Social. Destes, 12.805 representam mais de R$ 2 milhões repassados para as famílias. Esse valor foi destinado por meio dos benefícios eventuais, como os de vulnerabilidade temporária, auxílio natalidade, auxílio funeral, cartão alimentação Blusuas, acolher criança e idoso, renda cidadã, família acolhedora e aluguel social.

Também foram repassados 2.924 kits de higiene e limpeza e 8.374 cestas básicas, o que representa cerca de 150 toneladas de alimentos entregues à população. Estes produtos são provenientes da central de arrecadação de donativos, em parceria com a Secretaria de Defesa Civil (Sedeci).

Outras 19.871 cestas básicas foram destinadas para os alunos da rede municipal de ensino beneficiários do Bolsa Família. Estas cestas foram entregues pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), por meio do kit alimentação escolar.

Para auxiliar a proteger a população da Covid-19, a Secretaria também disponibilizou cerca de 55 mil máscaras aos usuários. Elas foram entregues durante os atendimentos, repasse de benefícios e kits alimentação escolar.

Desde março, três Abrigos Provisórios foram abertos para acolher a população em situação de rua, além do Abrigo Municipal de Blumenau (Amblu). Cerca de 75 usuários permanecem acolhidos e aqueles que não aderem aos serviços dos abrigos recebem os atendimentos do Centro de Referência Especializado para a População em Situação de Rua (Centro POP).

A Semudes contratou 51 novos servidores para atender o aumento demandas devido à pandemia da Covid-19. São 33 educadores sociais, seis assistentes sociais, seis motoristas, quatro agentes administrativos e duas cozinheiras, que estão atuando nos serviços da Política de Assistência Social.

 

Assessora de Comunicação: Anna Clara Uliano



postada em 16/12/2020 15:50 - 420 visualizações



Fotos