Google+


Prefeitura de Blumenau viabiliza retorno de angolana ao país de origem
A mulher, de 29 anos, estava em situação de risco social e foi atendida pela Semudes

A angolana Irene (nome fictício), de 29 anos, que estava em Blumenau, retornou para o país de origem, após passar por atendimento na rede de proteção social ofertado pela Prefeitura de Blumenau, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social (Semudes). 

Irene veio para Blumenau em 2013, após ser contemplada por uma empresa estatal de Angola com uma bolsa de estudos. Aqui então fixou residência para fazer um curso superior em uma universidade da cidade. Após a graduação, a imigrante chegou a iniciar um curso de mestrado, mas não concluiu. 

Em novembro deste ano, a jovem foi atendida, na região central de Blumenau, por uma equipe especializada em Abordagem Social, mantida pela Diretoria de Políticas Sobre Drogas e Reintegração Social. Durante o acolhimento, os técnicos constataram que a angolana estava em situação de fragilidade, vulnerabilidade e risco social, acometida por uma desorganização mental e perda temporária de noção da realidade. Imediatamente, Irene foi inserida na Rede de Proteção Social, e encaminhada para o serviço público de saúde e acolhimento institucional.

A secretária Municipal de Desenvolvimento Social, Patrícia Morastoni Sasse, destaca a importância do serviço qualificado da Abordagem Social, que atua na garantia de direitos e proteção das pessoas que vivenciam situações de vulnerabilidade e risco social. “Durante o atendimento, equipe do Serviço de Abordagem Social fez a escuta qualificada da jovem, compreendeu rapidamente o que a levou para aquela situação, identificou as necessidades imediatas, acionou a rede socioassistencial e articulou outras políticas públicas do município como o atendimento de saúde”, disse.

Após tratativas com o Consulado Angolano para revalidação de passaporte e a alta médica de Irene, a Semudes providenciou transporte e destacou uma assistente social e um educador social, para acompanhar a jovem até a sede do órgão em São Paulo e no embarque realizado, no dia 1° de dezembro, no Aeroporto Internacional de Guarulhos. Irene chegou em Luanda por volta das 6h (horário local) do dia 2, sendo recepcionada pela mãe e pela irmã.

 

Diretoria de Políticas sobre Drogas e Reintegração Social
A Prefeitura de Blumenau, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semudes) com a Diretoria de Políticas sobre Drogas e Reintegração Social, mantém um serviço especializado em abordagem social para acolher e atender pessoas em situação fragilidade, vulnerabilidade e risco social ou de rua nos espaços públicos do município. Conforme preconiza a legislação brasileira vigente, o serviço não faz retirada compulsória de pessoas das ruas.

O atendimento é realizado de segunda a sexta-feira, das 5h30 às 1h e aos fins de semana, das 8h às 20h, baseado nas solicitações que chegam pelo telefone 156 na opção 2, (47) 99945-9630 e (47)3381-6510,ou por busca ativa.

Durante o atendimento, a equipe identifica, cadastra e incentiva a aceitação dos serviços disponíveis por parte dos usuários. A partir do momento em que a pessoa em situação de rua aceita o acolhimento, os assistentes sociais iniciam a triagem das necessidades mais urgentes, como a verificação se o usuário porta ou precisa de documentos, e se há ou não necessidade de atendimento médico. No caso das mulheres, há verificação se foram vítimas de violência ou abuso.

Além dos serviços de abordagem social, acolhimento nos abrigos e no Centro POP, a Prefeitura de Blumenau - por meio de convênios com diversas Organizações da Sociedade Civil, faz encaminhamento para outros serviços voltados às necessidades da população em vulnerabilidade social, como cursos de desenvolvimento pessoal e qualificação profissional, encaminhamento para vagas de emprego e casas terapêuticas para a superação de vícios.



postada em 08/12/2023 17:30 - 837 visualizações



Fotos