Google+


Procon fiscaliza venda de azeites proibidos para consumo
Medida atende determinação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento sobre produtos que não estavam adequados ao consumo.

Nesta semana, o Procon de Blumenau voltou aos estabelecimentos comerciais que vendem produtos alimentícios para nova fiscalização. A ação, especificamente nos supermercados do município, foi para atender ao anúncio da proibição da venda de seis marcas de azeites de oliva pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. A determinação recai sobre os azeites Oliveiras do Conde, Quinta Lusitana, Quinta D’Oro, Évora, Costanera e Olivais do Porto e que não estavam em condições apropriadas para o consumo.

Segundo o coordenador do Procon, André Moura da Cunha, apesar de Santa Catarina ser apontado como um dos oitos estados onde os produtos eram comercializados, não foram encontrados os azeites a venda para o consumidor. “Mesmo assim, solicitamos que a população, caso encontre o produto na prateleira, que denuncie o estabelecimento pelo WhatsApp do Consumidor no numero (47) 99920-0083”, diz. “É um risco contra a saúde e à vida a comercialização de azeites falsificados com mistura de óleos sem a presença de azeite de oliva. Nosso objetivo é de garantir a saúde dos consumidores”, reforça.

Assessor de Comunicação: Joni César



postada em 11/07/2019 08:26 - 395 visualizações



Fotos