Prefeito assina decreto de situação de emergência após fortes chuvas - Prefeitura de Blumenau Google+


Prefeito assina decreto de situação de emergência após fortes chuvas
Medida deve acelerar trabalhos de manutenção na cidade e captação de recursos federais

Foto: Eraldo Schnaider

O prefeito Napoleão Bernardes assinou na tarde desta quarta-feira, dia 17, o decreto de situação de emergência no município, em função da intensa chuva de terça-feira, dia 16. O ato foi realizado no auditório da Secretaria de Defesa do Cidadão (Sedeci), no primeiro andar do prédio municipal, em uma reunião de colegiado com a presença de secretários, diretores e responsáveis pelas autarquias.

A medida vai servir para acelerar os trabalhos de manutenção de vias públicas, além de permitir buscar recursos financeiros para Blumenau.

Na oportunidade, o chefe do executivo apresentou aos integrantes o levantamento da situação de Blumenau depois da enxurrada desta terça-feira. “Estamos trabalhando com todos os setores municipais, incluindo autarquias, na busca de prevenção e para restituir a cidade. Com a chuva intensa de terça-feira, foi registrado uma queda de 90 milímetros de água por hora em algumas regiões do município. Um número altíssimo já que a média de chuva total registrada normalmente em todo o mês de janeiro é de 180 milímetros”, disse.

 

Ocorrências
De acordo com levantamento apresentado na reunião, foram registrados até metade da tarde 320 ocorrências, em sua maioria deslizamentos, seguidos por alagamentos e análise de risco.  Cerca de 60 delas já foram atendidas, entre elas as limpezas e desobstrução de vias. Segundo o responsável pela Secretaria de Manutenção e Conservação Urbana (Seurb), Marcelo Schrubbe, 32 máquinas foram usadas para limpar as vias públicas. “A Rua Araranguá foi a mais atingida durante a enxurrada e deve receber atenção especial a partir de agora”, disse Schrubbe.

O responsável pela Seurb também confirmou que 121 pessoas estão trabalhando em diversas regiões da cidade. “São 52 equipes com um total de 15 frentes de trabalho, além de uma equipe volante para ajudar na retirada de entulhos, como é o caso nas imediações da Rua Humberto de Campos, onde já foi feita a limpeza do Ribeirão da Velha. Ainda segundo o relatório apresentado por Schrubbe, até o momento foram contabilizados R$ 5,4 milhões de danos ocasionados pelas chuvas na infraestrutura da cidade, sem contar a Rua Araranguá, que está obstruída.

O transporte coletivo em Blumenau está funcionando normalmente, com apenas algumas linhas apresentando dificuldade para chegar até o final de algumas vias. São as linhas 422 (Rua Brusque – variante Gasparinho); 403 (Progresso – variante Morro do Arthur); 303 (Franz Muller – Ribeirão Gebien até antiga escola); 505 (Itapuí até à cancha); 306 (Bruno Ruediger – até antigo ponto final). De acordo com o presidente do Seterb, Carlos Lange, foram colocados nas ruas mais 15 agentes de trânsito para ajudar como apoio nos trabalhos de manutenção.

 

Postos de Saúde
Os postos de saúde do município voltam a atender normalmente a população na segunda-feira, dia 22. Segundo levantamento apresentado durante a reunião, a chuva de terça-feira não provocou danos significativos nas unidades de saúde, mas a água alagou a Unidade de Estratégia Saúde da Família (ESF) Augusto César Viana, que já está totalmente limpa, além de ter danificado o muro do Ambulatório Geral (AG) Fortaleza.

Durante a reunião de colegiado, o presidente do Samae, Alexandro Fernandes, confirmou que o abastecimento de água no município também está normalizado, já que a Estação de Tratamento de Água ETA II estava com seu funcionamento interrompido em função da inundação das cisternas na terça-feira. A limpeza foi realizada no mesmo dia e agora a estação trabalha normalmente. Além do retorno do funcionamento da ETA II, a coleta de lixo no município também está normalizada, sendo feita no período da noite no Centro da cidade e durante o dia nos bairros, das 7h às 17h.

 

Unidade de Ensino
A responsável pela Secretaria de Educação (Semed), Patrícia Luerders, confirmou que quatro unidade educacionais sofreram danos em suas estruturas e outros cincos Centros de Educação Infantil (CEIs) foram atingidos pelas águas, mas sem danos significativos. As escolas mais atingidas são as EBM Machado de Assis, no bairro Itoupava Seca; EBM Almirante Tamandaré, no bairro Ponta Aguda; Cematepca, no bairro Garcia e a EBM Vidal Ramos, no bairro Vorstadt. Na reunião, o prefeito Napoleão Bernardes reforçou também que a etapa seguinte é de que cada secretaria faça agora mais um levantamento da situação e trabalhe junto com a Defesa Civil para a manutenção do município.

 

Assessor de Comunicação: Joni César



postada em 17/01/2018 18:09 - 841 visualizações



Fotos
  • Foto: Eraldo Schnaider
  • Foto: Eraldo Schnaider
  • Foto: Eraldo Schnaider
  • Foto: Eraldo Schnaider