Google+


Animais do Cepread recebem treinamento
Somente os pets abrigados no local são atendidos

Foto: Marcelo Martins

Quando pensamos em adotar um animalzinho o tipo de comportamento é uma das questões analisadas. Por isso, desde a última semana, a Secretaria do Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), por meio do Centro de Prevenção e Recuperação de Animais Domésticos (Cepread), agora conta com a parceria do Comportamentalista de Animais, Caio Barboza. 

O objetivo é de promover a sociabilidade do pet, reabilitar os animais que passam por traumas e podem apresentar comportamentos diferentes de acordo com a forma como foram tratados antes do acolhimento no Cepread. Além de ser uma ótima forma de evitar a ansiedade e o estresse nos bichinhos, tornando a relação com os humanos mais harmoniosa. 

De acordo com o secretário da Semmas, Jefferson Voigtlaender, ter um comportamentalista de animais no Cepread proporciona uma série de benefícios para a relação entre os peludinhos e os futuros tutores. “As técnicas desenvolvidas podem corrigir alguns hábitos inapropriados e estabelecer uma relação saudável entre o cachorro e a família. Contar com a experiência de quase 20 anos do Caio Barboza no Cepread é maravilhoso. Tenho certeza que mais “aumiguinhos” serão adotados”, afirma. 

Caio Barboza é adestrador  e comportamentalista de animais há aproximadamente 20 anos e atuou nos Estados de São Paulo, Paraná e Santa Catarina. É membro da Federação Brasileira de adestramento de animais (FBAA), foi instrutor do canil na Guarda Civil da cidade de Valinhos, em São Paulo; treinador do cão Sheep para a Campanha da Seterb sobre conscientização no trânsito e atua na área de comportamento e adestramento em Blumenau e região.  

“Minha missão no Cepread é ajudar os pets por meio de treinos, rotina e reforços, corrigindo certos hábitos e traços de personalidade. Auxiliar na identificação do perfil dos animais que serão adotados facilita a convivência futura com a família adotante. Quando o perfil do animal é compatível com o do futuro tutor o dia a dia torna-se mais prazeiroso. Com muito carinho e paciência, tanto os cachorros jovens quanto os mais velhos podem ser educados”, explica Caio Barboza.  

Importante salientar que o adestramento será realizado exclusivamente nos animais abrigados no Cepread.



postada em 19/01/2022 14:22 - 644 visualizações



Fotos
  • Foto: Marcelo Martins