Google+


Sobras de restauro de igreja transformam-se em arte
Templo construído em 1877 no Centro Histórico destina peças centenárias para exposição na Alameda Haus.

O secretário municipal de Cultura, Rodrigo Ramos, visitou nesta terça-feira, dia 24 de maio, a exposição de obras de arte em pedaços que está em cartaz na Alameda Haus Artes e Idiomas (Alameda Rio Branco, 165, Centro). As peças são sobras de construção da Igreja do Espírito Santo, um templo tombado como patrimônio histórico nacional e que está em fase de restauração. Os artefatos que compõem a coleção estão sendo vendidos, e parte da arrecadação será destinada à recuperação da igreja, construída em 1877.

Rodrigo Ramos foi recepcionado pela coordenadora artística da Alameda Haus, Suellen Junkes. As peças originais do templo, que não puderam ser usadas no processo de restauro em andamento, ganharam novo sentido a partir do trabalho de artistas locais.

A exposição “Intemporaneidade” é uma promoção da Comunidade Evangélica Luterana, da Escola Barão do Rio Branco e da Alameda Haus, onde ficará em exposição até o mês de junho. “As obras também serão expostas no Mausoléu Dr. Blumenau, no mês de julho, dentro da programação da Semana da Imigração Alemã”, anuncia o secretário de Cultura.

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello



postada em 24/05/2022 17:03 - 351 visualizações



Fotos
  • Foto: Divulgação