Google+


Memória Digital: tradição familiar
Texto revela os costumes e as tradições dos casamentos há 100 anos em Pomerode.

A senhora Roseli Zimmer relata sobre os costumes e tradições do casamento em Pomerode: “Quando um jovem casal pretendia namorar, o pretendente devia pedir o consentimento do pai da moça. Obtido o consentimento, o namoro se transformava em compromisso sério. Depois do noivado, o casamento era marcado. Os pais dos noivos assumiam a função de auxiliar os filhos na preparação da cerimônia. Cada família se encarregava de custear a metade das despesas. A festa era geralmente preparada na casa dos pais da noiva. Naquela época, o casamento era um momento muito especial e os vizinhos ajudavam. Na cozinha, as mulheres preparavam legumes, os homens retiravam palmitos e também construíam ranchos que abrigariam as longas mesas para as refeições. Os noivos de Pomerode se casavam em Blumenau até 1884, pois naquele ano foi inaugurada a Igreja Evangélica de Badenfurt. Portanto, a escolha da igreja ocorria de acordo com a disponibilidade e passagem do pastor em uma das comunidades...”.

 

Fonte: Fundação Cultural de Blumenau / Arquivo Histórico José Ferreira da Silva. Revista Blumenau em Cadernos, tomo XXXIX, maio/1998, p. 27 - 33.



postada em 24/05/2018 16:45 - 195 visualizações



Fotos