Google+


Memória Digital: Semana da Imigração Alemã
Comércio e importação em Blumenau.

Paralelamente ao crescimento da Colônia e às necessidades de sua população, desenvolveu-se o comércio em Blumenau. De cinco casas comerciais em 1861, a Colônia passou a contar com 27 em 1885. Além das mercadorias locais comercializadas, algumas delas eram provenientes da importação. Alguns comércios se dedicaram simultaneamente à importação de produtos necessários à vida colonial, revendendo ferragens, combustível, cimento, porcelanas, vidros, tintas, tecidos e artigos de moda importados da Europa. O intercâmbio com o país de origem favoreceu enormemente os imigrantes alemães que se tornaram proprietários das principais casas comerciais de Santa Catarina. Em Blumenau, Gustav Salinger, que além de comerciante, representava o consulado alemão, foi o primeiro a importar direto da Alemanha para sua casa de comércio no final do século XIX.  Atualmente, nesta edificação está sediado o Museu de Hábitos e Costumes. (Fonte: SMC / Arquivo Histórico José Ferreira da Silva / Hering, Maria Luiza Renaux: Colonização e Indústria no Vale do Itajaí: Modelo Catarinense de Desenvolvimento. Blumenau: Editora Furb, 1987, p 64,65/ Acervo Iconográfico: classificação: Fundo Memória da Cidade – Blumenau – Comércio – Casas Comerciais – Gustav Salinger – cla: 5.12.1.G.4. 3ª)



postada em 24/07/2020 13:30 - 229 visualizações



Fotos