Google+


Memória Digital: PRC-4
A programação radiofônica nos anos 1950 encantava os blumenauenses.

A PRC-4 apresentava nas manhãs blumenauenses um mix fabuloso de programas. Bem cedinho, as duplas ou trios caipiras acordavam os ouvintes. O seu Pêra, pai, e suas filhas Miriam e Marina compunham o Trio Tangará e as irmãs Pêra. Eles fizeram sucesso por muitos anos. Depois do horário dedicado aos sertanejos, seguiam programas musicais, geralmente de meia hora cada um: Canta Brasil, Boleros em Desfile, Valsa Divina Valsa, Músicas do Velho Mundo. À tarde, o programa “Peça sua música” era uma loucura. O ouvinte ia ao escritório da rádio e pagava por uma dedicatória oferecendo determinada música para uma pessoa conhecida. Em seguida entrava o programa “O Repórter Catarinense”, que era apresentado às 19h, contava tudo o que acontecia na cidade e sua última parte era dedicada aos achados e perdidos. No comando de tudo estavam os diretores da PRC-4, Flávio Rosa e Wilson de Freitas Melro. Na retaguarda administrativa o Mundéu (Mundt) era o contador, o Chico Custódio datilografava os anúncios, o Demaria (Alcântara) saía catando propaganda dos anunciantes. Na imagem, o “Studio” da PRC-4, Rádio Clube de Blumenau (Técnica de Som). Em pé, da esquerda para a direita: Carlos Braga Mueller (Charles Neto), Álvacir Ávila dos Santos, Francisco Nascimento, o Chiquinho, já falecido e um ouvinte não identificado. Sentado: José Augusto Nóbrega (J. Nóbrega) ao lado de um prato (toca-discos) que rolava com agulhas descartáveis em discos de 78 rotações que quebravam ao cair no chão (1957).

(Fonte: Fundação Cultural de Blumenau / Arquivo Histórico José Ferreira da Silva/Mueller, Carlos Braga. Nos tempos da PRC4, Revista Blumenau em Cadernos tomo XLV Jan-fev – 2004 p. 72 – 75)



postada em 19/06/2019 08:25 - 514 visualizações



Fotos