Google+


Memória Digital: Museu da Família Colonial
Este importante patrimônio histórico blumenauense foi um dos atingidos pela enchente de 1983.

As cheias do Rio Itajaí-Açu, em julho de 1983, causou alagamentos em grande parte das ruas da cidade, invadiu residências, comércios e indústrias. Imóveis foram tomados pelas águas barrentas do belo, mas traiçoeiro rio. Esse tipo de catástrofe faz parte dos registros históricos desde os tempos coloniais. Entre as residências atingidas pelas águas, a casa do sobrinho do Dr. Blumenau, o comerciante Victor Gaertner, edificada 1864, foi atingida pela quinta vez. O local abriga hoje o Museu da Família Colonial. Naquela época, os danos e perdas do acervo foram inúmeros. A imagem desta edição mostra o ambiente de uma das salas do museu após a baixa das águas, onde se encontra a cama que pertenceu ao fundador da cidade. (Fonte: SMC / AHJFS - Acervo Iconográfico – Coleção Museu da Família Colonial – Série - Enchente 1983)



postada em 14/07/2020 13:58 - 96 visualizações



Fotos