Google+


Documentário mostra a evolução cultural de SC
Filme Modernos do Sul registra a chegada tardia do modernismo ao Estado entre os anos 1947 e 1958.

Era uma vez uma ilha... O Modernismo tardou a chegar a Santa Catarina. Foi lá pelos idos de 1940, quando um grupo de jovens ousados resolveu acabar com a mesmice local. Entre 1947 e 1958, o Grupo Sul sacudiu Florianópolis com atividades culturais e difundiu sua revista, a Sul, para países de língua portuguesa. São fatos revelados no documentário Modernos do Sul (Brasil/2004), que será exibido nesta segunda-feira, dia 16 de setembro, no CineArte da Fundação Cultural de Blumenau. A sessão começa às 19h, no Cine Teatro Edith Gaertner, com entrada gratuita.

O Círculo de Arte Moderna, como era conhecido o grupo no início, montou e encenou peças de teatro, publicou livros, produziu exposições de arte, fundou o primeiro cineclube no Estado e foi pioneiro na sétima arte, produzindo o primeiro longa-metragem catarinense, O preço da ilusão.

A trajetória do grupo é rica em ações e palavras. Cinco escritores fundaram o movimento – Salim Miguel, Eglê Malheiros, Aníbal Nunes Pires, Ody Fraga e Antonio Paladino. Mas o Sul abarcou muitos contemporâneos, principalmente jovens aficcionados pela escrita e pelas artes gráficas. O Grupo Sul traduziu a rebeldia e as angústias da juventude pós-guerra, unida pelo inconformismo, pela solidariedade e pela palavra. Esses jovens tinham o sonho de democratizar a arte.

Saiba mais

16 de setembro

Documentário: Modernos do Sul (Brasil/2004)

Duração: 52 minutos

Diretora: Kátia Klock

Produtores: Ieda Beck e Maurício Venturi

Montagem: Fausto Nocetti

Som direto: Suzana Zacchi

Fotografia: Marx Vamerlatti

Trilha: Gustavo Schmidt e Edino Krieger

Classificação etária: Livre

 

Local: Cine Teatro Edith Gaertner, Fundação Cultural de Blumenau

Horário: 19h

Entrada franca

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello



postada em 16/09/2019 13:03 - 211 visualizações



Fotos