Google+


CineArte conta a história das sociedades de atiradores
Tradição dos caça e tiro chegou ao Vale do Itajaí em 1859, na bagagem dos colonizadores.

O filme do CineArte desta segunda-feira, dia 15, cai como uma luva para os apreciadores das tradições das sociedades regionais de atiradores. O documentário Shützenvereine (Festas de Rei) retrata a história dos clubes de caça e tiro no Vale do Itajaí. O filme foi produzido com recursos do Fundo Municipal de Apoio à Cultura (FMAC). A sessão começa às 19h, no Cine Teatro Edith Gaertner. A entrada é gratuita e a classificação etária é livre.

A tradição das sociedades de atiradores ainda pulsa forte no Vale do Itajaí. A primeira delas na região, a Schützengessellschaft Blumenau, surgiu nove anos após a chegada dos primeiros colonizadores. A novidade se instalou no povoado em 2 de setembro de 1859, durante as comemorações do aniversário do imperador Dom Pedro II. A sociedade foi a cédula multiplicadora das atividades esportivas, recreativas e culturais, que tornaram a vida social da colônia intensa, tendo reflexo até os dias atuais.

Programação

15 de abril
Shützenvereine - Festas de Rei (2009)
Direção e roteiro: Jacqueline Bürger
Direção de fotografia: Alessandro Mafra
Produção: Andreas Peter e Bernardo Tarnowski
Pesquisa literária: Carla Uller, Isabella Hoffmann e Soila Freese
Locução off: Fabiam Leal
Gênero: Documentário
Duração: 30 minutos
Classificação etária: Livre

22 de abril
Sinopse: Documentário Marcas de Blumenau: A Igreja do Espírito Santo. Em comemoração aos 130 anos de construção da Igreja do Espírito Santo, o documentário conta a história desde seu princípio.

29 de abril
Documentário Microfonia: Memórias do Rock em Blumenau
Sinopse: "Câmera, cara e coragem!" pode ser o lema. Tudo começou nos corredores da universidade: um grupo de amigos que, para além do boteco, desejava unir História e Arte. Historianos é o nome. Dalí uma paixão pelo rock, pela história de vida e pelo cinema em meio a uma cidade ociosa de pesquisa. Microfonia: memórias do rock em Blumenau é o resultado de dois anos de pesquisa entre entrevistas e fontes imagéticas com pessoas que vivenciaram o rock no cinema, no rádio, na organização, no palco, nas trocas de LP’s aos escritos de zines, ou seja: que viveram o rock no seu dia-a-dia. Estas memórias ilustram diferentes períodos históricos e políticos que compõem um dos movimentos artísticos mais contundentes que a história recente experimentou. A guitarra elétrica, o som gritante, o visual e a atitude do rock e suas vertentes no cenário local conduzem a uma viagem no tempo, de um passado, mas também de um presente. Quem nunca foi tocado por um rock? A propósito, para você o que é rock?

Local: Cine Teatro Edith Gaertner, Fundação Cultural de Blumenau
Horário: 19h
Entrada franca


Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello



postada em 15/04/2019 08:30 - 204 visualizações



Fotos
  • Foto: Divulgação / FCB