Google+


Biblioteca Ambulante deixa fãs e inspiração por onde passa
Professora de artes da Escola Erich Klabunde revela experiências da infância fundamentais para moldar seu destino profissional.

O programa Biblioteca Ambulante, coordenado pela Biblioteca Municipal Dr. Fritz Müller há 46 anos, segue surpreendendo com histórias e depoimentos carinhosos, que remetem a importância dessa ação de incentivo à leitura para várias gerações. Um desses testemunhos foi encaminhado pela professora de artes da Escola Erich Klabunde, Milena Pahl, à gerente da biblioteca Cristina Carvalho. Em seu depoimento, ela revelou foi transportada de volta para a infância quando avista a Kombi repleta de livros que percorre as escolas mais distantes do centro da cidade.

Milena conta que a Biblioteca Ambulante não transporta apenas histórias, mas toda uma atmosfera de encanto e aprendizado. “Recordo-me vividamente dos dias em que estudava na Escola Carlos Manske. A biblioteca ambulante era o ponto alto do nosso dia, uma verdadeira festa para os amantes da leitura”, comenta. “A Kombi estacionava na frente da escola, e os alunos podiam adentrar e explorar o vasto universo de histórias ali contidas. Era como se um portal mágico se abrisse diante de nós, levando-nos a mundos desconhecidos e aventuras inimagináveis. Mas o que realmente tornava a biblioteca ambulante tão especial era a presença da Dona Verena, a contadora de histórias que cativava a todos com sua voz suave e suas narrativas envolventes. Ela não apenas lia os livros, mas os vivenciava, transformando simples palavras em experiências sensoriais que nos transportavam para além das páginas.

Baú misterioso

Milena lembra de uma ocasião especial em se dirigiu até a biblioteca municipal. “Lá, encontramos Dona Verena, desta vez com um baú misterioso que continha tesouros ainda desconhecidos para nós. Fossem livros ou fantoches, pouco importava, pois o verdadeiro tesouro estava nas histórias que ela nos contava, nas lições de vida que nos transmitia a cada palavra”.

Hoje, aos 25 anos de idade, Milena retorna à escola do interior não mais como aluna e sim como professora de artes. E ao se deparar novamente com a Biblioteca Ambulante e com a figura inspiradora de “Dona Verena”, diz que tem a certeza de que aquelas experiências da infância foram fundamentais para moldar o seu caminho na arte e na educação.
A magia de ouvir histórias dentro de uma Kombi, a emoção de descobrir novos mundos através dos livros, tudo isso estimulou a criatividade da professora Milena. “Inspirou-me a explorar novas formas de expressão e influenciou minha decisão de seguir nesse caminho. Que sorte a minha ter tido a oportunidade de vivenciar essa experiência única, que deixou marcas indeléveis em minha trajetória pessoal e profissional".

Milena refere-se à Verena Pellis Kirsten, que é a coordenadora do programa há mais de 30 anos. “Estes momentos de reencontros são maravilhosos e mostram como é importante este giro maravilhoso da leitura nas escolas isoladas de nossa cidade”, salienta a servidora municipal que também tem uma história inspiradora semelhante a da Milena.

 

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello



postada em 27/05/2024 15:30 - 939 visualizações



Fotos
  • Foto: Divulgação/SMC
  • Foto: Divulgação/SMC