Google+


Blumenau participa do 1º Seminário Regional de Integridade
Evento é uma ação da Associação dos Municípios do Vale Europeu.

A Prefeitura de Blumenau participa nesta terça-feira, dia 27, do 1º Seminário Regional de Integridade e Compliance Público do Vale Europeu. Promovido pela Associação dos Municípios do Vale Europeu (Amve), o evento tem o objetivo de trocar informações e experiências sobre a implementação do programa de compliance público em diferentes esferas de governo. Para isso, reuniu os cases das cidades-piloto da região – Blumenau, Pomerode e Guabiruba – com outros municípios como Maringá (PR) e Porto Alegre (RS), além do Governo do Estado de Santa Catarina.

O seminário é voltado aos municípios que integram a Amve e ocorre durante todo o dia, com palestras e debates sobre o tema. Além dos municípios, haverá também uma palestra com o Tribunal de Contas do Estado. “É muito importante conhecermos a experiência de outros lugares e também apresentar o que temos feito aqui. Blumenau sempre prezou pela transparência na gestão pública e prova disso é que o prefeito Mário criou a Controladoria-Geral do Município em seu primeiro ato a frente do governo”, destacou a vice-prefeita Maria Regina Soar durante a abertura.

Em Blumenau, o Programa de Integridade e Compliance Público começou a ser implementado em 2019, tendo a Controladoria-Geral do Município à frente. “Entendo que nós gestores precisamos estar respaldados pelo olhar técnico de procuradores, controladores, pois é o que dá garantia de que as contas públicas estejam em conformidade com a legislação e as normativas do Tribunal de Contas. Esse trabalho traz segurança e eficiência pra gestão, o que se reflete diretamente nos serviços prestados à população e no desenvolvimento da cidade”, completa o prefeito Mário Hildebrandt.

A política de integridade e compliance no âmbito da gestão pública consiste na adoção de medidas institucionais capazes de identificar, mitigar e eliminar os riscos à integridade, voltadas à prevenção e detecção, correção de práticas ilícitas e desvios éticos e de conduta funcional. O foco é fazer com que cada órgão da estrutura administrativa seja capaz de atuar de forma preventiva, contribuindo assim para o combate à corrupção e para uma gestão mais eficiente.

Assessora de Comunicação: Aline Franzoi Santos Fleith



postada em 27/09/2022 13:29 - 373 visualizações



Fotos
  • Foto: Michele Lamin
  • Foto: Michele Lamin
  • Foto: Michele Lamin
  • Foto: Michele Lamin
  • Foto: Michele Lamin
  • Foto: Michele Lamin