Google+


Prefeitura de Blumenau discute Distrito da Inclusão com alunos da Furb
Estudantes de Arquitetura e Urbanismo apresentaram propostas para deixar a cidade mais acessível

Tornar a cidade mais acessível para as pessoas com deficiência foi o que inspirou alunos do oitavo período de Arquitetura e Urbanismo da Furb. Na manhã desta quinta-feira, dia 7, eles apresentaram os projetos desenvolvidos em sala de aula para representantes das secretarias de Inclusão da Pessoa com Deficiência e Paradesporto (Seidep), de Planejamento Urbano (Seplan) e Gestão Governamental (Segg). Todos os estudos apresentados foram desenvolvidos pensando no Distrito da Inclusão, uma região da cidade de Blumenau que servirá como modelo de acessibilidade.

Os estudantes visitaram a sede de Seidep em agosto deste ano e conheceram o trabalho do município no atendimento às pessoas com deficiência. “Depois da conversa que eles tiveram com a gente naquele dia, resolveram montar projetos urbanísticos voltados para a acessibilidade. E hoje foi dia de nos apresentarem, para que a gente pudesse analisar e ver o que pode ser colocado em prática”, disse a secretária da Seidep, Giselle Chirolli.

O projeto do Distrito da Inclusão vem sendo discutido por várias secretarias da Prefeitura de Blumenau. O objetivo é tornar a área que fica no entorno da sede da Seidep como um modelo para acessibilidade. Além dos espaços públicos, a ideia é envolver a iniciativa privada e outras entidades que ficam na região para que desenvolvam iniciativas de inclusão da pessoa com deficiência.



postada em 07/12/2023 16:05 - 819 visualizações



Fotos