Google+


Banco de leite oferece avaliação e orientações em odontopediatria
Atendimentos são feitos durante a semana, à tarde, sem necessidade de agendamento.

Desde o mês de março as mães que procuram o Banco de Leite Humano (BLH) de Blumenau, além de encontrarem lá acolhimento, informações sobre amamentação e poderem doar leite, também tem à disposição orientações de sobre saúde bucal. No período vespertino, das 13h às 17h, a odontopediatra atende as demandas que chegam à unidade, sem necessidade de agendamento prévio.

Os bebês que vão ao Banco de leite, em geral, não possuem dentição, mas, conforme explica a dentista da Secretaria de Promoção da Saúde (Semus) Clarissa Fernandes, é realizada uma complementação da orientação de amamentação, além de explicações sobre diagnóstico, prevenção e controle de situações como cárie, traumas, alterações no desenvolvimento ou ainda avaliação do popular freio lingual. No caso de necessidade de tratamento mais complexo, as mães são encaminhadas ao serviço de odontologia da sua unidade de saúde de referência.

As crianças atendidas no Banco de Leite pela odontopediatra tem entre 0 e 36 meses e nessa idade, situações odontológicas podem ocorrer, conforme explica Clarissa. “Os bebês costumam chegar no Banco de Leite pela primeira vez com 3 ou 4 dias de vida. Nessa fase, a principal queixa da mãe é a dificuldade para amamentar e a avaliação da boca do bebê também é fundamental, e fatores como freio lingual e dentes natal ou neonatal podem interferir no sucesso da amamentação, por exemplo. Alterações bucais como os cistos de inclusão localizados na mucosa bucal do recém nascido também preocupam as mães, sendo que esses bebês podem ser avaliados e as mães orientadas a respeito”

Entre os quatro e seis meses de idade do bebê, quando as mães buscam orientações sobre como conciliar o retorno ao trabalho e amamentação, o foco do atendimento de saúde bucal no BLH passa a ser a prevenção da doença cárie e traumatismos dentários, já que nesse período surgem os primeiros dentes. Para a dentista, os benefícios do cuidado com a saúde bucal do bebê poderão refletir no futuro da criança, prevenindo o uso de aparelhos ortopédicos ou ortodônticos e a extração de dentes no futuro, por exemplo. Desde que a assistência em odontopediatria está ocorrendo no BLH, mais de 100 atendimentos já foram realizados.

 

Saiba mais sobre o projeto

O projeto tem como objetivos estimular a amamentação exclusiva até os 6 meses de idade; realizar o teste da lingüinha; orientar quanto aos tipos de traumatismos dentários, seu manejo e possibilidades de prevenção; orientar quanto aos hábitos de sucção nocivos (dedo, chupeta, mamadeira); orientar quanto aos hábitos de alimentação; conscientizar pais e responsáveis a respeito da importância do conceito de saúde bucal e de um trabalho preventivo precoce para melhorar a qualidade de vida das crianças.

O suporte é realizado por uma equipe interdisciplinar, composta por profissionais de diversas áreas especializadas como medicina, enfermagem, farmácia, odontologia e psicologia, com o intuito de ampliar o campo de atuação e qualificar as ações, além de desenvolver na equipe novos conhecimentos pela integração e suporte das diferentes áreas.

 

Assessora de Comunicação: Marília Prado



postada em 31/07/2019 14:40 - 728 visualizações



Fotos