Google+

Vacinação contra HPV tem faixa etária ampliada para meninos
Decisão contempla garotos com idade entre 11 e 14 anos.

Em atenção à decisão do Ministério da Saúde (MS), a Secretaria de Promoção da Saúde (Semus) ampliará, a partir deste mês de junho, a faixa etária da vacina contra o HPV para meninos, passando de 12 a 13 anos para 11 a 14 anos. Desde janeiro de 2017, a vacina contra o HPV em garotos está inserida no Calendário Nacional de Vacinação.

A imunização, também destinada às meninas com idade entre 9 e 14 anos, portadores de HIV/Aids, indivíduos submetidos a transplantes de órgãos sólidos, transplantes de medula óssea e pacientes oncológicos com idade entre 9 e 26 anos, é de extrema importância, pois auxilia na prevenção dos tumores do colo de útero, vulva, vagina, pênis, ânus e orofaringe, refletindo diretamente na redução dos casos de HPV, bem como nas mortes provocadas pelo vírus.

Utilizada como estratégia de saúde pública em cerca de 100 países, a vacina contra o HPV tem 98% de eficácia, é segura e recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS). A Vigilância Epidemiológica enfatiza que há doses disponíveis em toda rede, mas alerta que a procura no município tem sido muito abaixo das expectativas.

A imunização pode ser realizada em um dos sete Ambulatórios Gerais ou em unidades de Estratégia Saúde da Família (ESF) que possuem salas de vacinação. A relação completa está disponível aqui.

Para quem a vacina se destina:
- meninas de 9 a 14 anos (duas doses, com seis meses de intervalo).
- meninos de 11 a 14 anos (duas doses, com seis meses de intervalo).
- portadores de HIV/Aids de 9 a 26 anos (três doses, com intervalo de 2 e 6 meses).
imunodeprimidos, como transplantados e pacientes oncológicos, de 9 a 26 anos (três doses, com intervalo de 2 e 6 meses).

 

Assessor de comunicação: Felipe Elias



postada em 14/06/2017 17:55 - 586 visualizações