Google+


Mais de 1.300 pessoas são beneficiadas desde 2014 com cursos do CEP
Somente no ano passado, 579 certificados foram emitidos pelo órgão.

Foto: Eraldo Schnaider - Jerci Maria Machado é uma das participantes ativas dos cursos de informática e de costura.

Vinculado à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Empreendedorismo (Sedec), o Centro de Educação Profissional (CEP) é referência em Blumenau pelos cursos gratuitos ofertados à população, principalmente para as mulheres, que formam o maior número de participantes efetivos. Desde 2014, a unidade, que funciona junto à Intendência Distrital do Grande Garcia, no bairro Progresso, atendeu 1.384 pessoas. Somente em 2017, foram emitidos 579 certificados, contra um total de 254 em 2016.

Atuando há mais de dez anos como instrutora do CEP, Margareth da Conceição, de 61 anos, traz uma história de alegrias e desafios. Mãe de quatro filhos, participou da vida de muitas mulheres desde quando o Centro funcionava na Rua da Glória, no bairro Da Glória. “Adoro trabalhar com elas. Tenho certeza que nestes longos anos como instrutora, contribuí para melhorar a vida de muitas mulheres”, diz, explicando que a maioria consegue obter uma renda extra. “Muitas participam de feiras, o que contribui para incrementar a receita com a venda dos produtos”.

Entre os cursos gratuitos oferecidos no local, estão artesanato, costura industrial, informática básica e pintura. Em 2017, os mais procurados foram informática, com 80 pessoas formadas, seguido por pintura, com 58 certificados emitidos. Neste ano, além das capacitações, o CEP vai promover novamente palestras, com temas que vão desde moda, marketing pessoal, mídia digital e empreendedorismo.

Exemplos de superação também fazem parte da rotina do CEP. Com 61 anos de idade e também mãe de quatro filhos, Jerci Maria Machado é uma das participantes ativas dos cursos de informática e de costura. “Minha história começou quando o Centro funcionava no bairro Da Glória. Além de fazer amizades, posso obter uma renda extra com a venda dos meus produtos”, afirma. “Assim eu saio de casa, conheço pessoas e também me divirto”, revela.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Empreendedorismo, Móris Kohl, o Centro oportuniza ao público importantes subsídios para a capacitação, o aperfeiçoamento, a especialização e a atualização, tendo como foco a entrada ou reinserção no mercado de trabalho. “É uma oportunidade que o governo oferece para que toda a comunidade possa ter acesso a cursos que permitam utilizá-los no mercado de trabalho. Além disso, vão servir também para o dia a dia”, diz.

 

Assessor de comunicação: Joni César



postada em 17/04/2018 17:21 - 204 visualizações



Fotos
  • Foto: Eraldo Schnaider - Jerci Maria Machado é uma das participantes ativas dos cursos de informática e de costura.
  • Foto: Eraldo Schnaider
  • Foto: Eraldo Schnaider
  • Foto: Eraldo Schnaider
  • Foto: Eraldo Schnaider
  • Foto: Eraldo Schnaider
  • Foto: Eraldo Schnaider