Google+

Kombi da cultura volta a circular com biblioteca e museu nos bairros mais distantes
Onze escolas isoladas e uma casa para idosos recebem, a partir de segunda-feira, projetos de descentralização da Fundação Cultural.

A Kombi da cultura volta a levar conhecimento aos bairros da cidade nesta segunda-feira, dia 20. A Biblioteca Ambulante completa 40 anos em julho enquanto que o Programa Museu Vai à Escola, chega aos 10 anos. Até quinta-feira, dia 23, as duas iniciativas da Fundação Cultural de Blumenau percorrem 11 escolas isoladas e o Lar Elsbeth Koehler.

A Biblioteca Ambulante surgiu sob iniciativa do professor José Ferreira da Silva, ex-diretor da Fundação Cultural de Blumenau - antiga Fundação Casa Dr. Blumenau. A iniciativa tem objetivo de incentivar o gosto pela leitura e propiciar momentos de lazer às comunidades mais distantes do Centro.

As atividades foram iniciadas em julho de 1977, sendo pioneira em Santa Catarina e passou a circular pelo interior do município levando literatura para 17 escolas isoladas. A partir de 2007, a Biblioteca Ambulante ampliou de dois para três os dias das visitas. Uma das novidades é a leitura de histórias infantis nas escolas multisseriadas, além de literatura para empréstimo, que vem sendo realizada desde 1977.

Em 2008, a Sociedade de Amigos da Biblioteca Municipal Dr. Fritz Müller e a VisaNet assinaram convênio para revitalização da Biblioteca Ambulante com a liberação de R$ 118 mil. Os recursos envolveram investimentos em literatura infantil de qualidade, um veículo próprio (Kombi adaptada para essa finalidade), oferecimento de oficinas de pesquisa escolar nas instituições atendidas e atividades de incentivo à leitura.

Em 2001, a Biblioteca Ambulante recebeu Menção Honrosa da Fundação Nacional do Livro Infanto-Juvenil (Fundação Biblioteca Nacional/Ministério da Cultura), em 2013 foi finalista do Prêmio RBS de Educação e em 2015 recebeu o Prêmio Elisabete Anderle de estímulo à cultura da Fundação Catarinense de Cultura.

 

Museu vai à escola

O programa Museu vai à escola, desenvolvido pelo Museu da Família Colonial, em parceria com a Biblioteca Ambulante, começou em 2007 com o objetivo de levar às escolas a importância da educação patrimonial, oportunizando a esse público o acesso ao conhecimento dos bens patrimoniais e culturais do município.

Além das escolas, a ação também chega ao Ancionato Lar Elsbeth Koehler que será contemplado com as atividades musicais sob o comando da Banda Municipal de Blumenau. O programa é coordenado pelo setor educativo do Museu da Família Colonial e executado pela mediadora Letícia Margarete da Costa. As atividades educativas têm como objetivo estimular a preservação e valorização histórica, por meio dos objetos pertencentes ao acervo do museu. Os temas trabalhados neste ano serão: Educação Patrimonial e preservação do acervo museológico; Primeiras escolas de Blumenau; Medicina na Colônia Blumenau; Energia elétrica – o antes e o depois; Beleza feminina e masculina; e Roupas infantis e a relação com o “ser criança”.

Unidades atendidas

Escola Isolada Municipal Alves Ramos – Itoupava Central
Escola Isolada Municipal Alvino Dorow – Fortaleza
Escola Isolada Municipal Erich Klabunde – Vila Itoupava
Escola Isolada Municipal Margarida Freygang – Progresso
Escola Isolada Municipal Orestes Guimarães – Velha Grande
Escola Isolada Municipal Professora Ella Schwanke Eichstaedt – Itoupava Central
Escola Isolada Municipal Carlos Manske – Vila Itoupava
Escola Isolada Municipal Willy Müller – Vila Itoupava
Escola Isolada Municipal Frederico Sievert – Vila Itoupava
Escola Isolada Municipal Dr. Blumenau – Itoupava Central
Escola Isolada Municipal Capitão Euclides de Castro – Jordão
Lar Elsbeth Koehler – Jardim Blumenau

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello



postada em 17/02/2017 15:33 - 1000 visualizações



Fotos