Google+

Bairro Nova Esperança

Nova Esperança

O bairro foi criado pela Lei Complementar nº. 489 de 25 de novembro de 2004, que fixou o Novo Perímetro Urbano do Município de Blumenau – Sede e do Distrito de Vila Itoupava e estabeleceu a nova Divisão de Bairros.
Com a promulgação da lei o bairro Fortaleza teve sua área reduzida para 5,29 Km². A alteração permitiu a criação do bairro Nova Esperança (1,84Km²). Parte do bairro Ponta Aguda contribuiu também.

O município de Blumenau segundo a Lei nº. 717, de 28 de abril de 1956, administração do Prefeito Frederico G. Busch Júnior, dividiu a área urbana da cidade em Zona Central e Bairros, criando os seguintes bairros: Zona Central, Jardim Blumenau, Bom Retiro, Petrópolis, da Velha, Dr. Victor Konder, Vila Nova, Asilo, do Salto, Itoupava (Itoupava Seca), Boa Vista, Itoupava Norte, Ponta Aguda, Vorstadt, Ribeirão Fresco, Garcia, Glória, Progresso e Vila Formosa. 

A Lei Complementar nº. 83, que fixou o Novo Perímetro Urbano da cidade de Blumenau, aprovada e sancionada com data 8 de junho de 1995, permitiu a redução do perímetro urbano na região Sul. Com isso diversos bairros tiveram sua área aumentada de forma significativa, como foi o caso dos bairros Itoupava Central e Fidélis.

A promulgação da Lei Complementar nº. 489 em 25 de novembro de 2004 também trouxe profundas mudanças nos bairros do município. Alguns tiveram sua área reduzida, como Velha e Fortaleza; outros, aumentada, como Vila Itoupava. 

O nome de um morador do século passado, filho de uma tradicional família da época, é preservado numa via localizada entre os bairros Ponta Aguda e Fortaleza, a rua Henrique Reif. A via fica entre as importantes ruas das Missões e Júlio Michel. Essencialmente residencial, é uma das principais entradas para o recém criado bairro Nova Esperança.

Henrique Reif, ou Henrich Reif, como foi batizado em 9 de agosto de 1878, nasceu na Vila Itoupava, filho de Gottlieb Reif e Catharina Wendt. Teve oito irmãos e casou com Guilhermina Jensen, também blumenauense. Os antepassados dos Reif são suíços. No Arquivo Histórico da Fundação Cultural de Blumenau não consta a data de falecimento nem a profissão de Henrique Reif.

A rua Henrique Reif era conhecida como Toca da Onça. Segundo relato de antigos moradores, por volta de 1953, Alfredo Kath, Eugênio Klein, Ernesto Schoenau e David Bolch saíram, num domingo, para caçar uma fera que estava matando os animais domésticos e, somente na segunda-feira, os cachorros encontraram a toca da onça, onde por volta das 4 horas da tarde, conseguiram matar a onça no Morro do Abacaxi. O animal foi levado em seguida para o Grupo Escolar Olímpico onde foi rematado o couro. 

A Sociedade Esportiva e Recreativa Nova Esperança foi criada em 15 de maio de 1956, na localidade conhecida por Morro do Abacaxi. Embora muitos pensam que o bairro recebeu esse nome devido ao Clube de Caça e Tiro, foi numa reunião, realizada em 2001, na sede da Associação de Moradores Nova Esperança que se discutiu a possibilidade de se fazer uma consulta popular para dar um nome definitivo ao bairro, uma vez que ele era conhecido por Toca da Onça, Morro do Abacaxi e Nova Esperança. O plebiscito foi realizado no final de 2001, quando ganhou a moção Nova Esperança.

 

Links Relacionados

Perfil Completo da Nova Esperança
Mapa da Nova Esperança